Deus fala no silêncio do nosso coração

Deus fala no silêncio do nosso coração universe naturalNossas preces devem ser palavras ardentes, vindas da chama dos nossos corações e repletas de amor. Em suas preces, fale com Deus com grande reverência e confiança.

Não se arraste atrasado nem corra à frente, não grite nem mantenha silêncio, mas devotadamente, com grande doçura, com natural simplicidade, sem nenhuma afetação, ofereça o seu louvor a Deus com todo o seu coração e toda sua alma.

Devemos todo dia renovar o nosso propósito e mover-nos com fervor, como se fosse o primeiro dia da nossa conversão, dizendo: “Ajuda-me, Senhor Deus, na minha boa resolução e em Teu sagrado serviço, e dá-me a graça real e verdadeira todo o dia, pois o que eu tenho feito até agora é nada.”

A prece que surge da mente e do coração, e que não lemos em livros, é chamada prece mental. Na prece vocal, nós falamos com Deus, na prece Mental Ele fala conosco. É então que Deus derrama a Si mesmo sobre nós.

A prece mental é enormemente favorecida pela simplicidade, isto é, o esquecimento do eu através da transcendência do corpo e dos sentidos, e através de aspirações frequentes que alimentam nossa prece. Na prece mental, diz São João Vianney, “feche os seus olhos, feche a sua boca, e abra o seu coração.”

Ofereça a Deus toda a palavra que você disser, todo o movimento que fizer. É preciso que nos apaixonemos cada vez mais por Deus.

Não importa o que nós fazemos ou o quanto fazemos, mas sim o quanto de amor nós colocamos na ação, porque aquela ação é o nosso amor por Deus em movimento.

Deus fala no silêncio do nosso coração e nós o ouvimos. E então falamos com Deus com todo nosso coração, e Ele nos ouve.

Mesmo quando pecamos ou cometemos um erro, vamos permitir que isso nos ajude a chegar mais próximo de Deus. Vamos dizer a Ele humildemente: “Eu sei que não deveria ter feito isso, mas mesmo esse fracasso eu ofereço ao Senhor.”

As nossas palavras são inúteis, a menos que venham do fundo do coração.

Ofereça-se completamente a Deus. Ele utilizará você para realizar grandes coisas, com a condição de que você acredite muito mais no seu amor do que na sua fraqueza.

Está o meu coração tão limpo que eu posso ver a face de Deus em meu irmão, em minha irmã, sejam negros ou brancos, e nos desprotegidos, nos leprosos ou moribundos?

É para isto que devemos rezar.

Deus mora em nós. É o que lhe dá um poder maravilhoso. Não importa onde você está, desde que você seja puro de coração. Pureza de coração significa abertura, aquela liberdade completa, aquele desapego que lhe permite amar a Deus sem impedimentos ou obstáculos.

Toda noite, antes de ir para cama, você deve fazer um exame de consciência (porque você não sabe se estará vivo na manhã seguinte!). Seja o que for que esteja lhe incomodando.

Se você ofendeu alguém, tente se desculpar com essa pessoa: faça isso diretamente. Se não conseguir se desculpar, pelo menos se desculpe com Deus dizendo: “Eu sinto muito”. É importante que tenhamos essa atitude, porque, assim como temos atos de amor, também devemos ter atos de arrependimento.

Você pode dizer: “Senhor, eu sinto muito por eu ter Te ofendido e eu Te prometo que tentarei não Te ofender novamente.”

É bom sentir-se livre dos fardos e ter um coração puro.

Lembre que Deus é misericordioso, Ele é o pai misericordioso de todos nós. Nós somos as suas crianças, e Ele nos perdoará e esquecerá nossas faltas se lembrarmos de agir assim.

Examine o seu coração primeiramente para ver se ainda existe dentro de você qualquer traço de falta de perdão para com os outros, pois como podemos pedir a Deus que nos perdoe se não perdoamos os outros?

As pessoas me perguntam que conselho eu dou para os casais que estão brigando. Eu sempre respondo: “Ore e perdoe”; e para aqueles jovens que vieram de famílias violentas eu digo: “Ore e perdoe”; e à mãe solteira que não tem nenhum apoio da família, eu também digo: “Ore e perdoe”.

Lembre que se você se arrepende de verdade , se realmente faz isso com o coração puro, você será absolvido aos olhos de Deus. Ele irá perdoá-lo, se você confessar verdadeiramente. Então ore para ser capaz de perdoar àqueles que o ofenderam ou quem você não gosta, e perdoe, assim como você foi perdoado.

A prece é uma alegria. A prece é o sol brilhante do amor de Deus, a prece é a esperança de felicidade eterna, a prece é a chama brilhante do amor de Deus por você e por mim. Vamos rezar uns pelos outros, pois essa é a melhor forma de amar uns aos outros.

Deus continua sendo amor, ele continua amando o mundo. Deus ama tanto o mundo hoje que Ele nos oferece o mundo para amarmos, para sermos o Seu amor e a Sua compaixão.

Você pode estar exausto com o trabalho, até mesmo matando-se de tanto trabalhar, mas a menos que o seu trabalho seja feito com amor, ele é inútil.

Seja hoje o sol brilhante do amor de Deus.

Deus ama cada um de nós com o amor mais carinhoso e pessoal. O seu anelo por mim é mais fervoroso que o meu por Ele.

Não há limite para o amor de Deus. Ele é sem limite e a Sua profundidade não pode ser medida.

A melhor maneira de mostrar a sua gratidão a Deus e às pessoas é aceitar tudo com alegria. Um coração alegre é o estado normal de um coração ardente de amor.

É muito fácil ser orgulhoso, ríspido, mal-humorado e egoísta, mas nós fomos criados para coisas maiores; por que então nos submetermos a coisas que irão tirar a beleza do nosso coração?

No silêncio do coração Deus fala. O que Ele nos diz? Ele diz: “Eu chamei você pelo seu nome, você é meu; a água não irá afogá-lo, o fogo não irá queimá-lo, eu desistirei das nações por você, você é precioso para mim, eu amo você. Ainda que uma mãe possa esquecer seu filho, Eu nunca esquecerei você. Eu moldei você na palma da minha mão”.

Nós não podemos falar a não ser que tenhamos ouvido, a não ser que tenhamos feito nossa conexão com Deus. Da plenitude que há em nosso coração, a boca falará e a mente pensará.

A prece engrandece o coração até onde ele é capaz de conter a doação que Deus faz de Si mesmo.

Pelo menos uma vez, deixe o amor de Deus tomar posse total e absoluta do seu coração; deixe que ele se torne para o seu coração como uma segunda natureza; não deixe que nada contrário a esse amor entre em seu coração; que ele se esforce continuamente para aumentar esse amor por Deus, procurando agradá-Lo em todas as coisas e não Lhe recusando nada. Permita que seu coração aceite como vindo de Suas mãos tudo o que lhe acontece; deixe-o ter uma firme determinação de nunca cometer qualquer erro deliberada e conscientemente.

Mas, se falhar, que seja humilde e levante-se sem demora. Um coração como esse estará orando continuamente.

Madre Teresa

Aquele que conhece o amor também conhece a verdade

Aquele que conhece o amor também conhece a verdade universe naturalNo Simpósio, de Platão, Sócrates diz:

Uma pessoa que pratica os mistérios do amor estará em contato não com um reflexo, mas com a própria verdade. Para conhecer essa bênção da natureza humana, não se pode encontrar auxiliar melhor do que o amor.

Durante toda a minha vida, comentei sobre o amor de mil maneiras diferentes, mas a mensagem é a mesma. Apenas algo fundamental precisa ser lembrado: não se trata do amor que você acha que é amor. Nem Sócrates está falando desse amor nem eu estou.

O amor que você conhece nada mais é do que um impulso biológico; ele depende de sua química e de seus hormônios. Ele pode ser alterado muito facilmente… uma pequena mudança em sua química e o amor que você considerava como “a verdade suprema” simplesmente desaparece.

Você tem chamado a sensualidade de “amor”. Essa distinção tem de ser lembrada.

Sócrates diz: “Uma pessoa que pratica os mistérios do amor…” A sensualidade não tem mistérios, ela é um simples jogo biológico. Todo animal, todo pássaro, toda árvore o conhece. Certamente o amor que tem mistérios será totalmente diferente do amor com o qual você está familiarizado.

Uma pessoa que pratica os mistérios do amor estará em contato não com um reflexo, mas com a própria verdade.

Esse amor que pode se tornar um contato com a própria verdade emerge somente a partir de sua consciência; não a partir de seu corpo, mas a partir de seu mais íntimo ser.

A sensualidade emerge a partir de seu corpo, o amor emerge a partir de sua consciência. Mas as pessoas não conhecem a própria consciência, e o mal-entendido continua: a sensualidade corporal é tomada como amor.

Muito poucas pessoas no mundo conhecem o amor. Essas pessoas são as que se tornam silenciosas, pacíficas… E a partir desse silêncio e dessa paz, elas entraram em contato com o seu ser mais íntimo, com a sua alma.

Uma vez em contato com a sua alma, seu amor se torna não um relacionamento, mas simplesmente uma sombra sua. Não importa onde você ande, com quem você ande, você estará amando.

No momento, o que você chama de amor está endereçado a alguém, confinado a alguém. E o amor não é um fenômeno que possa ser confinado. Você pode tê-lo em suas mãos abertas, mas não em suas mãos fechadas. No momento em que suas mãos se fecham, elas ficam vazias. No momento em que elas se abrem, toda a existência fica a seu alcance.

Sócrates está certo: aquele que conhece o amor também conhece a verdade, pois eles são somente dois nomes para uma só experiência. E, se você não conheceu a verdade, lembre-se também de que não conheceu o amor.

Para conhecer essa bênção da natureza humana, não se pode encontrar auxiliar melhor do que o amor.

Osho

Desperte e você encontrará o seu poder

Desperte e você encontrará o seu poder universe naturalQuando me perguntam quais são meus maiores objetivos e sonhos eu concluo que meus maiores sonhos incluem os outros.

O maior dos meus sonhos é que todas as pessoas em todas as culturas vivam em harmonia umas com as outras, de forma que, não importa onde você vá, estará entre pessoas amigáveis e cooperativas, que também estão conscientes de que toda vida é sagrada, incluindo a vida dos animais, das plantas e dos pássaros.

Para fazer desse sonho uma realidade, precisamos nos entender e co-criarmos juntos e tornar esse sonho real num mundo que está cheio de competição, ganância e negatividade de todos os tipos. Um desafio para cada indivíduo no nosso planeta. A razão pela qual nosso mundo tornou-se tão escuro está muito relacionada à nossa educação e programação moral.

Tudo o que você precisa fazer é sentir e, instantaneamente, seu intelecto é aconselhado sobre como trabalhar em harmonia com os outros. Essas Leis Universais de amor por toda vida, livre-arbítrio e compaixão por aqueles que cometem erros são rejeitadas em nossas sociedades e substituídas por um dogma que está em oposição direta ao amor, criando regras que causam separação, julgamento dos outros e insegurança como consequência.

Todas as ações têm uma consequência que retorna para o criador da ação. Essa é basicamente outra lei Universal, conhecida como a Lei do Karma, ou da causa e efeito. Apenas conhecer e também viver essas leis nas nossas experiências diárias nos levaria à prosperidade.

Quando nosso modo de vida não está em harmonia com as leis do nosso Universo, nós nos forçamos a sofrer as consequências das nossas escolhas. Isso pode continuar por muitas encarnações em mundos da 3ª dimensão, que é onde aprendemos as lições de integração e amor.

O objetivo da vida física é o crescimento através das experiências que escolhemos como lições kármicas. Estes são contratos de alma feitos antes da encarnação, conhecidos no nível da alma, mas não no nível intelectual. Por milênios, a espécie humana teve que sobreviver sob o controle da força negativa de uma minoria que se alimenta das energias das massas que acreditam nela. Mantendo, dessa forma, as massas desinformadas sobre o amor inerente a cada indivíduo, e programando-as a aceitar a autoridade e o dogma como seus mestres. Isso cria como resultado um medo que leva as pessoas a venerar aqueles que têm poderes físicos ou econômicos, o que está em violação direta à Lei Universal que nos recorda que todas as pessoas são iguais. É muito humano confundir o Espírito com os dogmas religiosos, tão prevalecentes em todas as culturas do planeta. Não é que a religião seja nociva, mas sim o método de doutrinação e manipulação daqueles que são espiritualmente ignorantes e fracos.

É uma violação das Leis Universais presumir que se pode libertar o outro de seus erros. Só a própria alma pode fazer isso quando a personalidade pode perdoar a si mesma e melhorar suas ações. Cada um de nós evolui ou não. O desejo é a chave. Muitas pessoas desejam mudar, mas não querem fazer o trabalho necessário e permanecem nas mesmas condições por várias vidas, colhendo os resultados de sua inatividade repetidas vezes. É preciso que cada um de nós se lembre de que a jornada através de todas as nossas experiências neste mundo de dualidade é superar o conflito e a dor, mover-se além das polaridades para um mundo onde todos são reconhecidos como sagrados e preciosos.

Quando somos capazes de alcançar isto na vida em que vivemos, nós, de fato, criamos com outros de mente e intenção semelhantes um mundo que é amoroso e amistoso em sua vibração, no qual medo e desentendimento são transformados pelas escolhas do livre-arbítrio de cada um de servir aos outros com seu conhecimento, que é sua luz. No entanto, isso é muito difícil quando você é desprovido espiritualmente por viver sob um dogma que causa amnésia temporária da sua verdadeira realidade como um ser de luz e amor.

Para que qualquer um alcance esse nível superior de ser e de viver, toda a negatividade precisa ser abandonada. Esse ensinamento e aprendizado simples foi distorcido e poluído com falsas informações por aqueles que buscam o poder sobre os outros. É preciso lembrar que o amor está em polaridade com a ausência de amor, que é o medo. E medo é escuridão. A ausência do amor precisa da luz para se tornar um com o entendimento, que é o amor. Quando aprendemos a amar tudo o que é sombra em nossas experiências diárias, a escuridão não pode mais existir. Não existem duas pessoas iguais, nós só precisamos trabalhar juntos em serviço para toda a humanidade.

Somos todos estudantes e professores. Cada um de nós tem algo bom para oferecer e algo ruim para transmutar. Precisamos ajudar uns aos outros nesta tarefa. Para aprender a caminhar o caminho do amor, primeiro precisamos pesquisar o que não é amor. A nova forma-pensamento é que Deus vive em cada pessoa e forma de vida e que o corpo é o templo. Como a luz da verdade aumenta a cada dia, a sombra fica exposta, o que pode de fato causar um período de choques e abalos. Através da autodescoberta podemos eliminar as camadas de medo e desentendimento que vêm com a doutrinação de informações errôneas e com as opiniões e crenças subsequentes. A quantidade de desinformação apresentada como verdade é alarmante. Algumas vezes de forma inocente, outras intencionalmente. É uma forma de controle da mente, quando o funcionamento mental e físico de uma pessoa são manipulados.

Seu propósito é influenciar as pessoas pela supressão da verdade.

Tudo isso causa estresse e insegurança, que é exatamente o objetivo das forças controladoras que buscam o poder sobre os outros. O controle é um poluente que envolve nosso planeta inteiro estimulando a guerra, a tortura, a pobreza, a doença e valores distorcidos de líderes mundiais. O desespero leva ao medo e o medo é uma forma virulenta e contagiosa de negatividade. Bilhões de pessoas sofrem dessa poluição, sem perceber que seus medos ajudam seu pior inimigo.

Quando mais e mais pessoas se alinham com seus corações, o controle da mente não pode florescer ou existir. A atitude destemida é amar as pessoas que entram em sua vida simplesmente ao sentir sua parceria com o Deus ou a Deusa interior. Amor e equilíbrio são as ferramentas daqueles que se tornaram conscientes de si mesmos como crianças da luz. É aconselhável obter conhecimento, pois conhecimento é luz, assim como poder é luz. É melhor saber a verdade e assim estar preparado para a grande mudança, do que viver na ignorância e permanecer despreparado.

A grande mudança se refere ao fim do controle da escuridão que está acontecendo agora. O conhecimento espiritual nos conforta com a verdade Universal inerente à conexão com nossa alma e coração. Uma vez que você esteja conscientemente desperto para isso, você terá encontrado seu poder.

Robert Happé

A resposta está em sua alma interior

A resposta está em sua alma interior universe naturalSob a orientação de nosso Eu Espiritual, nossa Vida Imortal, o Homem veio ao mundo para adquirir conhecimento e experiência e para se aperfeiçoar como ser físico.

O corpo sozinho, sem comunhão com o Espiritual, é uma concha vazia, uma rolha sobre as ondas, mas, quando há união, a vida é uma alegria, uma aventura de interesse absorvente, uma jornada cheia de felicidade, saúde e conhecimento.

Há um método bastante seguro para o alívio de todo sofrimento – a transformação do egoísmo em altruísmo. Se desenvolvermos suficientemente a qualidade de nos fundirmos no amor e no cuidado para com aqueles que estão ao nosso redor, alegrando-nos com a gloriosa aventura de alcançar o conhecimento e ajudar os outros, nossas tristezas e sofrimentos rapidamente chegarão ao fim. Este é o grande objetivo final: a perda de nossos próprios interesses no serviço da humanidade.

Cada um de nós tem uma missão divina neste mundo e nossas almas usam nossas mentes e corpos como instrumentos para a realização dessa missão, de modo que, quando os três, alma, mente e corpo, trabalham em uníssono, o resultado é a perfeita saúde e a perfeita felicidade.

Como Filhos do Criador, temos dentro de nós toda a perfeição e viemos a este mundo simplesmente para podermos perceber nossa Divindade. Deste modo, todas as provas e experiências porque passamos não nos derrubam, pois, através desse Poder Divino, tudo nos é possível.

O objetivo supremo de toda a humanidade é a perfeição.

Aprender as lições da vida

Aprendemos lentamente, uma lição de cada vez, mas precisamos, se quisermos viver bem e felizes, aprender especialmente aquela lição particular que nos é dada por nosso Eu Espiritual. Não estamos todos aprendendo a mesma lição ao mesmo tempo. Um está dominando o orgulho; outro, o medo; outro, o ódio e assim por diante, mas o fator essencial para a saúde é que aprendamos a lição que nos foi destinada.

Qualidades e virtudes são relativas; o que é virtude em uma pessoa, pode ser uma falha em outra. Buscar apenas poder pode ser correto em uma alma jovem e não causa conflito entre a personalidade e o Eu Espiritual. Mas poderia estar fora de lugar, e portanto errado, num estágio mais avançado do discipulado, quando a Alma decidiu que a personalidade deve dar. … Uma qualidade em si mesma não pode ser julgada certa ou errada sem se considerar o estágio evolutivo do indivíduo.

Não tenhamos medo de mergulhar na vida; estamos aqui para ganhar experiência e conhecimento, e pouco aprenderemos se não enfrentarmos a realidade e não dermos o máximo de nós mesmos.

Nossas Almas são perfeitas, pois somos filhos do Criador e tudo o que elas nos sugerem é para nosso próprio bem.

O verdadeiro conhecimento

Você só resolve suas dificuldades no mundo após estudar o que está ao seu redor e pensar calma e cuidadosamente, preparando-se para a iluminação que provém do interior.

Todo verdadeiro conhecimento vem apenas de dentro de nós mesmos, através da comunicação silenciosa com a Alma.

As doutrinas e a civilização roubaram-nos o Silêncio, roubaram-nos o conhecimento de que sabemos tudo dentro de nós mesmos.

Busque com seus sentidos e sua mente, mas a resposta virá de sua alma interior. É assim que as andorinhas aprendem a voar cruzando o oceano.

Dr. Edward Bach

Conecte-se com a vida e cure seus relacionamentos

Conecte-se com a vida e cure seus relacionamentos  universe naturalQuando você foca naquilo que o seu parceiro não é, quando você coloca atenção exclusivamente naquilo que está faltando no relacionamento, nas falhas, em como deveria ser, o seu contentamento passa a depender da “mudança do outro”, e vocês entrarão em guerra, sutilmente ou não.

Tudo isso passa a ser responsável por sua felicidade agora. Você se expressa a partir de um estado de carência, descontentamento, tensão e stress, e não a partir da paz profunda que você realmente é.

Você não quer o parceiro que está ali na sua frente, você quer uma imagem idealizada do outro. Há uma espécie de tensão ou uma lacuna, entre o que o outro é e o que ele não é, e o seu contentamento reside no futuro, ou algo do gênero. Você se sente desconectado do outro e anseia em se conectar novamente “com o tempo”.

Mas não até que ele mude.

Ele é o culpado por sua falta de conexão, por sua carência, desapontamento, frustração e até mesmo por sua raiva, já que você espera que uma cura ou transformação aconteça!

Só que ninguém muda simplesmente porque que você quer que mude. Alguma vez você mudou quando alguém tentou fazer com que você mudasse?

Você não se sentiu manipulado e ignorado?

Será que você pode, apenas por alguns instantes, encarar o seu parceiro como ele realmente é? Será que você pode deixar o futuro e a expectativa para trás, apenas por alguns momentos? E a partir desse estado de profunda conexão, desse estado de contentamento e clareza, expressar-se de verdade, não almejando mudar algo, mas no intuito de que o outro possa entender como você se sente? Será que você pode ouvir sem preconceito, deixar de lado a “história” do relacionamento de vocês (as demandas, as expectativas, a história, as “regras”) e simplesmente se relacionar, aqui e agora, de igual para igual?

Quando você sente a conexão que há entre vocês, quando há disposição em ouvir, quando há segurança, quando você se sente realmente capaz de se expressar de verdade, quando todas as imagens desaparecem, quando o foco não está naquilo que está faltando ou foi perdido, mas sim totalmente presente aqui mesmo neste momento, você ainda sente a necessidade de que algo mude? Você necessita de algum futuro? Quer você fique ou vá embora amanhã, quer algo mude ou não, será que você consegue estar em paz do jeito que as coisas são, e viver a partir disso? Isso não é passividade, mas sim uma profunda conexão com a vida, a fonte de toda inteligência, criatividade e clara ação, onde todas as decisões devem ser tomadas.

Não precisamos esperar pela mudança de amanhã, se podemos nos conectar profundamente hoje mesmo. É bem provável que mudança não ocorra à força ou sob pressão.

É bem provável que não seja o encontro dos seus sonhos, mas que aconteça aqui mesmo.

Jeff Foster

Desperte o poder da imaginação

Desperte o poder da imaginação universe naturalPrimeiro você tem que entender o que a imaginação é.

Ela é atualmente muito condenada. Na hora que você escutar a palavra “imagine” você irá dizer que isso é inútil, queremos algo real, não imaginário.

Mas imaginação é uma realidade, é uma capacidade, é uma potencialidade dentro de você.

Você pode imaginar. Isso mostra que seu ser é capaz de imaginar. Essa capacidade é uma realidade.

Através dessa imaginação você pode destruir ou pode criar a si mesmo. Isso depende de você.

Imaginação é muito poderosa. É um poder potencial.

O que é imaginação?

É entrar em uma atitude tão profundamente que a própria atitude torna-se realidade.

Vamos exercitar já?

Sente-se num lugar solitário: se for um ambiente natural, isso é bom, se não, então um quarto também serve.

Então feche seus olhos e imagine uma força espiritual presente dentro e fora.

Dentro de você um rio de consciência está fluindo e isso preenche todo o quarto, transbordando. Dentro e fora, ao seu redor, por toda parte, o espírito está presente, a energia está presente.

E não imagine isso só na mente, comece a sentir dentro do corpo – seu corpo começará a vibrar. Quando você perceber que o corpo começou a vibrar, isso mostra que a imaginação começou a funcionar.

Sinta que todo o Universo aos poucos está espiritualizado – tudo, as paredes do quarto, as árvores ao seu redor, tudo se tornou não-material, tudo se tornou espiritual. A matéria não existe mais.

Através da imaginação você está atingindo um ponto onde, pelo seu esforço consciente, você está destruindo as estruturas do intelecto, os padrões do intelecto. Você percebe que não há nenhuma matéria, só energia, só espírito, dentro e fora.

Logo você irá perceber que dentro e fora desapareceram.

Quando seu corpo se torna espiritual e você sente que é energia, assim não há mais nenhuma distinção entre o dentro e o fora. As fronteiras são perdidas. Agora só existe um fluxo, um oceano, vibrando. Isso também é o real – você está alcançando o real através da imaginação.

Lembre de uma coisa básica:

A menos que o padrão de sua mente seja lançado fora, a menos que você fique “despadronizado”, a menos que seu condicionamento seja jogado fora e você fique descondicionado, você não saberá o que a realidade é – você só conhecerá interpretações. Essas interpretações são trabalhos da sua própria mente.

Realidade despadronizada é a única realidade. E essa técnica é para lhe ajudar a despadronizar, a descondicionar, a dissolver da mente as palavras que se acumularam lá. Você não pode olhar devido a elas. O que quer que lhe pareça real deixe que isso seja dissolvido.

Osho

Somos canais por onde Deus vive as suas múltiplas manifestações

Somos canais por onde Deus vive as suas múltiplas manifestações universe naturalSomos canais por onde Deus vive.

O Universo é uma dança de energia que cria formas e nomes, corpos e mentes.

Essa dança é o movimento da energia criando e re-criando o plano do criador.

Neste exato momento você está vivenciando o plano do criador. Como? Criando também.

Neste exato momento mil e uma coisas criativas estão acontecendo e você nem percebe. Seu sangue está circulando, sua respiração está acontecendo, suas células estão mudando, sua comida está sendo processada, suas feridas cicatrizadas, e tudo isso sem o seu controle consciente.

É um presente da vida.

O corpo e a mente são veículos usados pela Energia Cósmica, ou Consciência Pura, ou Deus, seja lá o nome que você quiser usar, para expressar no mundo a sua vontade.

É exatamente o que Jesus disse: “Pai, seja feita a Tua vontade”, dando o exemplo de total entrega ao plano divino.

Quando o corpo e a mente recebem a graça de se entregar à energia do Espírito Santo, que é a ponte entre o mundo manifesto e o mundo não manifesto, a ponte entre o homem e Deus, uma luz ilumina a mente e o corpo.

Essa luz é chamada de iluminação.

Portanto, iluminação é saber intuitivamente, claramente, que você e Deus são um processo único de descoberta e criação. Deus se conhece através de Seus Filhos.

A grande brincadeira cósmica, a grande Leela que falam os hindus, é justamente isto: você não esteve, não está, e nunca estará separado de deus. Porque deus é tudo que existe em verdade.

Deus é o oceano da vida, e nós somos as ondas da criação. Uma onda nasce, uma onda morre. Mas o oceano permanece.

Universos nascem, universos desaparecem. Mas a Fonte dos universos permanece.

Essa Fonte é o que os homens chamaram Deus.

Somos canais por onde Deus vive as suas múltiplas manifestações.

Ou seja, nós somos instrumentos da vida, não os autores.

Somos os instrumentos de cada ação e pensamento, mas o autor de cada ação e pensamento é Vida, Consciência ou Deus.

Swami Sambodh Naseeb