Abra espaço para o novo

Livre-se do velho para abrir lugar para o novo. Limpe a geladeira, livre-se de todas aquelas sobras embrulhadas em papel de alumínio. Arrume os armários, livre-se de tudo o que você não usou nos últimos seis meses e principalmente do que não usa há anos. Venda troque, dê ou queime essas coisas. Armários atulhados significam uma mente atulhada. Enquanto vai limpando o armário, diga a si mesmo: “Estou arrumando os armários de minha mente”. O Universo adora gestos simbólicos.

Ouvir alguém afirmar que a pobreza é só uma crença em nossa consciência só servia para me deixar furiosa. Levei anos para perceber e aceitar que eu era a única pessoa responsável pela minha falta de prosperidade, pois abrigava em minha consciência que eu era “indigna” e “não merecedora”. Tinha crenças como: “O dinheiro vem com dificuldade” e “Não tenho talentos e habilidades” que me mantinham empacada no sistema mental de “não possuir”.

O dinheiro é a coisa mais fácil de se manifestar! Como você reagiu a essa afirmação? Acreditou nela? Está com raiva? Ficou indiferente? Está com vontade de atirar o computador bem longe? Se tiver uma dessas reações, OTIMO! Significa que toquei em algo no seu interior, aquele ponto de resistência à verdade. Essa é a área que precisa ser trabalhada. Chegou a hora de você se abrir ao potencial de receber o fluxo do dinheiro e de tudo o que existe de bom.

Ame suas contas e prestações É essencial pararmos de nos preocupar com dinheiro e de sentirmos raiva de nossas contas. Muitas pessoas as tratam como castigos que devem ser evitados. Ora, uma conta é o reconhecimento de nossa capacidade de pagar, pois o credor parte da hipótese de que temos meios suficientes e nos dá o produto ou serviço antes de receber. Eu costumo abençoar todas as contas que chegam à minha casa. Abençoo com amor e dou um beijinho em cada cheque que assino.

Quando se paga com raiva, o dinheiro custa a voltar. Pagando-se com amor e alegria, abre-se o canal da abundância. Trate seu dinheiro como um amigo, não como algo que se amassa e se esconde dentro do bolso. Sua segurança não é seu emprego, seu saldo bancário, seus investimentos, seu cônjuge ou seus pais. Sua segurança é sua capacidade de se ligar com o poder cósmico que tudo cria.

Gosto de pensar que o poder dentro de mim, o que respira dentro de mim, é o mesmo que fornece tudo o que preciso com a mesma simplicidade e facilidade. O Universo é pródigo e abundante, e temos o direito natural de recebermos tudo o que necessitamos, o que só não acontece quando acreditamos no contrário. Abençoo meu telefone cada vez que o uso e afirmo com frequência que ele me traz apenas prosperidade e expressões de amor. Faço o mesmo com minha caixa de correspondência e diariamente a encontro cheia de dinheiro e cartas carinhosas de amigos, clientes e leitores. Regozijo-me diante das contas, agradecendo pelas companhias que confiaram em mim.

Abençoo minha campainha e a porta de entrada de minha casa, sabendo que só o bem entra por elas. Espero que minha vida seja boa e alegre, e ela é.

Regozije-se com a boa sorte dos outros. Não adie sua própria prosperidade ficando com raiva ou inveja dos que têm mais do que você. Não critique o modo como escolhem gastar seu dinheiro, pois você não tem nada com isso. Cada pessoa está sob a lei da sua própria consciência, por isso, cuide apenas dos seus pensamentos. Abençoe a boa sorte dos outros, sabendo que há abundância para todos.

Louise L. Hay

 

About these ads

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s