Desejo

O desejo é nossa qualidade essencial. O desejo é aquilo de que somos feitos. É a nossa essência. O desejo é o que nos move. É o que mexe conosco. Somos todos desejos ambulantes, constantemente buscando preencher nossos próprios anseios. Seu coração bate, seu sangue circula, seu corpo se move somente porque existe um desejo que busca ser preenchido. O ser humano não moveria um único dedo se não fosse por algum desejo interno.

No fundo, nossos desejos humanos individuais nos fornecem nossas diferentes identidades: Algumas pessoas desejam satisfação sexual. Algumas desejam satisfação intelectual. Algumas querem satisfação religiosa. Outras buscam o tipo material. Alguns desejam a fama. Outros buscam a iluminação. Alguns buscam viagens e aventuras. Outros buscam a solidão.

O desejo humano opera em três níveis:

1 – Estes desejos têm raiz no desejo animal. As necessidades, os quereres e os comportamentos aprendidos pela pessoa existem unicamente para gratificar esses impulsos primais. Pessoas no Nível Um podem fazer uso do pensamento racional, como o fazem todos os seres humanos, mas com o propósito de servir ao seu desejo animal. “Um servo nunca é mais do que o seu mestre”.

2 – Estes desejos são dirigidos a preencher impulsos que não são encontrados no reino animal, como honra, poder, prestígio e domínio sobre outras pessoas. As necessidades, e consequentemente, os pensamentos e ações dessas pessoas são dirigidos unicamente para a gratificação máxima desses desejos.

3 – Há ainda outros desejos que são dirigidos principalmente para assuntos racionais. São orientados para gratificar ao máximo um desejo impulsionado intelectualmente.

Estes três tipos de desejo são encontrados em todos os membros da espécie humana; no entanto, estão combinados em cada indivíduo em proporções diferentes, e é isto que determina a diferença que existe entre um homem e outro.

Se considerarmos o desejo como sendo um Recipiente, esse Recipiente é como um copo vazio que procura se encher. Diferentemente de um copo físico, entretanto, o Recipiente de nossos desejos não é formado por nada material. Por exemplo, você se lembra da vez em que comeu churrasco até praticamente explodir os botões de sua camisa? Você não aguentaria comer nem mais um pedaço. Mas então o carrinho das sobremesas passou pela sua mesa e você viu uma bandeja de doces deliciosos. Apesar de seu estômago estar cheio, seu novo desejo por algo doce conseguiu criar um pequeno lugar. Um espaço foi criado miraculosamente, e você deu um jeito de devorar uma torta Floresta Negra. Não há limite para o nosso desejo. E não existe nenhuma atividade neste mundo que não esteja baseada em algum anseio interno, grande ou pequeno, que deseje ser preenchido. É como se não tivéssemos livre arbítrio quanto a isto. Vivemos a vida no piloto automático, movidos pela constante necessidade de nutrir todos os desejos que ardem em nossos corações.

O objetivo primário de nosso desejo é a felicidade ininterrupta. De fato, desejar felicidade contínua é a ligação que unifica toda a humanidade. Você não precisa convencer um criminoso, um advogado, um operário de construção, um chefe executivo de uma companhia, uma pessoa má, uma pessoa bondosa, um ateu, uma pessoa religiosa, uma pessoa influente ou uma pessoa pobre a querer felicidade. Esta é a nossa própria essência. Um cientista pode desejar verdade e compreensão. Possivelmente um político deseja ter influência e uma posição na comunidade. Uma criança geralmente quer brincadeiras e prazer. Um comediante pode desejar gargalhadas, amor e aceitação. O chefe executivo de uma companhia geralmente almeja realização financeira e poder. Um trabalhador de fábrica provavelmente quer férias e paz de espírito. Talvez um acadêmico deseje conhecimento e aclamação. Na verdade, todos esses objetos de nossos desejos são de fato apenas diferentes pacotes de plenitude. Esses diferentes recipientes de contentamento são o que nos põe em movimento e o que molda nossas vidas.

Yehuda Berg

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s