Desapegue-se de quem você pensa que é

Vivemos num mundo que é um turbilhão de pensamentos, medos, expectativas e orações. Às vezes parece que somos barquinhos tentando navegar em meio ao tufão da vida. Tudo parece massacrante e vasto demais. Sentimo-nos impotentes e menos poderosos a cada dia, e seguimos adiante como uma luzinha que tenta brilhar na consciência de um buraco negro.

Todas as manhãs nós despertamos para um novo dia, para uma nova oportunidade. Com nossa primeira inspiração e nosso primeiro pensamento, definimos as energias para o dia inteiro. Podemos inspirar as amplas possibilidades de um dia cheio de milagres e sonhos realizados, ou podemos inspirar um dia exatamente igual ao de ontem, nada mais, nada menos.

O quantum da vida (o estado de vida que ainda não se formou) nos responde. Ele depende de nós para adquirir forma, qualquer forma (boa, má, feia, conforme o caso). Nós somos os filtros de café através do qual o novo dia tem que passar. Nós somos o rio que direciona as correntes das nossas vidas. Nós somos os produtores, atores e diretores da peça que chamamos de vida. Quando não gostamos do rumo que a peça está tomando, cabe a nós intervir energicamente e mudar a cena, a proposta e as frases ensaiadas da nossa vida.

Somos uma individualidade celestial, assim como um todo celestial. Cada um de nós tem livre arbítrio e livre escolha, entretanto nossas decisões e escolhas afetam os resultados e o fluxo de toda a Criação. Cada escolha, cada passo, cada pensamento que temos cria um efeito cascata, tocando todos e tudo em seu caminho. Egoisticamente pensamos que nossas decisões e escolhas não são da conta de ninguém, só da nossa. Mas cada um de nós é como um oceano que guarda vidas preciosas dentro de si. Se o oceano secar ou se agitar além do equilíbrio, tudo que ele toca será afetado. Observe as células e órgãos do seu corpo. Embora cada um seja uma unidade separada, todos formam também uma consciência conectada, dependendo uns dos outros para sobreviverem. Todos nós vivemos no corpo do Universo. Cada um é uma célula separada, mas todos fazem parte da Unidade Divina.

O Universo ultimamente tem criado um “Denominador Comum” entre as pessoas da Terra. Esta é uma tentativa de unir o que parece fraturado. Cada parte do mundo está vivenciando uma “Unidade” forçada, devido às situações e condições externas extremas que estão permeando e saturando tudo e todos. Estamos recebendo um sinal de alerta da Mãe Terra. Ela está gritando: “Mudem com facilidade ou mudem da maneira mais difícil. Isto depende de vocês, meus filhos!” Não só a Mãe Terra está nos dizendo isto, mas tudo o que considerávamos certo, seguro e verdadeiro, até este momento, também está nos dirigindo este sinal de alerta! Nossas vidas parecem não estar funcionando. Tentamos repará-las, mas os reparos não se mantêm nesta energia mais elevada.

Nossas estruturas biológicas (corpos) estão recebendo novas instruções celulares de Luz diariamente. Estamos mudando de dentro para fora. Nada vai deter nem desacelerar essa grande mudança, pois ela é o nosso destino. Quanto mais nos agarrarmos às antigas maneiras de agir, pensar e viver, mais desconfortáveis serão essas mudanças. Tudo que não seja para o bem maior vai desabar, por mais forte que você tente se agarrar a ele. Desapegue-se de quem ou o que você pensa que é e do que você pensa que quer, e receba aquilo que foi cultivado por Decreto Divino especialmente para você! – A experiência perfeita, o tempo perfeito, o tamanho perfeito. Esta é uma experiência planetária de corpo inteiro. Religião, credo, raça e cor não importam. Tudo está se deslocando para uma ordem superior, uma luz superior e uma frequência superior.

Aquele que você é recebeu a emancipação e está em vias de ser libertado. A borboleta não pode mais continuar dentro do casulo cósmico. Ela é destinada e programada para voar. Tudo isto é uma Dádiva do Universo, não um castigo. Focalize apenas a plenitude da sua vida, não o vazio. Tudo o que for para o seu bem maior e mais elevado não pode ser tirado de você. Apenas as energias e experiências de vibração inferior serão dissolvidas nesta nova luz.

Gillian MacBeth-Louthan

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s