Pense

Nós somos o que pensamos.

Muito mais do que imaginamos.

Muito mais do que supomos.

Mais ainda do que sentimos.

Se pensarmos melhor, melhor seremos.

Isso é lei básica do pensamento.

A energia segue automaticamente o que pensamos.

Logo, melhora as energias quem pensa melhor.

Quem pensa em melhorar, melhora só de pensar.

O pensamento é o artífice do destino.

Cada pensamento é um sulco na mente,

Por onde correm as energias e os sentimentos.

Cada escolha, modos do pensamento.

Cada ato, escolha do pensamento.

Cada destino, modos de escolha.

Cada um é o que pensa!

Quem pensa, escolhe; Quem semeia, colhe.

Quem planta cerejas, colherá cerejas.

Quem semeia vento, colherá tempestade.

Quem semeia luz, já melhora, só por semear.

Cada ato é pensamento exteriorizado.

Cada palavra é a sonorização do pensamento.

Cada gesto é movimento do pensamento.

Cada energia manifestada, modos do pensamento.

Pensamos, logo existimos.

Ou, melhor, existimos porque pensamos.

Ou, seria mais acertado dizer?:

“Pensamos, logo complicamos!”

O pensamento vai e vem pelos sulcos…

Sua natureza é o movimento.

E esse é o seu tormento: a agitação.

O remédio: a meditação.

Ao longo dos milênios, os sábios espirituais vêm falando aos povos sobre a necessidade da educação dos pensamentos e emoções. Cada um deles, de acordo com o contexto de sua época e cultura, falou as mesmas verdades.

Alguns deles foram direto ao ensinamento, outros escolheram o caminho das parábolas, e outros mais ensinavam pelo olhar silencioso e a consciência expandida em outros planos invisíveis ao olhar comum.

Seja pelos caminhos iniciáticos do antigo Egito ou da Grécia, ou pelos caminhos iogues ou taoístas, ou ainda, pelos ensinamentos budistas ou sufis, surge sempre a ênfase na educação do pensamento.

Seja ensinado por Jesus ou Buda, Krishna ou Mahavira, Maomé ou Ghandi, o certo é que a melhoria dos pensamentos é um dos fundamentos básicos para qualquer ser humano interessado em progredir na senda espiritual.

Baseado nisso, vamos olhar algumas dicas sobre os modos do pensamento, extraídas de várias fontes espirituais.

Hermetismo: PENSE NA LUZ! SEJA LUZ! O TODO ESTÁ EM TUDO! RÁ!

Cristianismo: PENSE NO BEM DE TODOS! PRATIQUE O AMOR! AMÉM!

Budismo: PENSE NA PAZ! SEJA UM CANAL DE COMPAIXÃO! OM MANI PADME HUM!

Hinduísmo: PENSE NO DIVINO QUE VOCÊ É! OM… OM… OM!

Taoísmo: PENSE NO TAO! SEJA SERENO! DANÇE COM O CHI!

Sufismo: PENSE LEVE! RODOPIE COM A LUZ! FESTEJE A VIDA!

Islamismo: PENSE FIRME NO DIVINO! ELE É LUZ SEM IGUAL!

Lançando um olhar universalista sobre esses ensinamentos espirituais, nota-se, claramente, que se destaca o toque consciencial de pensar em valores maiores e baseados na LUZ. Talvez o modo do pensamento mais adequado aos nossos esforços seja esse:

Pensar luminosamente.

É óbvio que é mais fácil falar ou escrever sobre isso, do que praticar e melhorar o clima mental, passo a passo, na prática do viver diário, sempre cheio de coisas para complicar essa boa intenção. Mas, é certo que, mesmo só pensando nisso inicialmente, já melhoramos só de pensar. Pelo menos, é melhor do que nem pensar nisso.

Ou seja, pensar nisso já é LUZ!

Wagner Borges 

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s