Que o brilho das estrelas esteja em teu olhar

Que o brilho das estrelas esteja em teu olharQue o sopro vital do eterno ilumine tua jornada.

Que o brilho das estrelas esteja em teu olhar.

Que tu escutes uma linda canção e te encantes com ela.

Ah, que tu sejas capaz de rir de ti mesmo.

Que todo teu conhecimento se transforme em sabedoria.

Que tuas atitudes dignifiquem tua senda…

Que tu sejas, cada vez mais, amado por teus amigos reais.

Ah, que um grande amor te encante e te encha de vida e alegria.

Que nada e nem ninguém te desvie da rota do teu coração.

Que tu sintas a pulsação da vida universal em todas as coisas.

Que o ceticismo do mundo jamais congele tua consciência.

Ah, que tu renasças a cada instante, sempre agradecendo pelo dom da vida.

Que tu perdoes, aos outros e a ti mesmo, sempre sendo verdadeiro…

Que tu tenhas coragem de ser tu mesmo, sem trair o teu coração.

Que tu tenhas a certeza de que nada do mundo pode comprar tua consciência.

Ah, que diante da vida – e além dela… – tu não sintas vergonha de ti mesmo.

Que tuas preces não contenham lamentações, mas odes ao alto, pela vida.

Que tu te levantes sabendo que todo dia permite renovação e aprendizado.

Que tu deites teu corpo no leito sabendo que teu espírito viaja na noite…

Ah, que os teus voos sejam lindos e que os espíritos das brumas te abençoem.

Que todo ser vivo seja sagrado diante do teu olhar…

Que tu não humilhes ninguém, pois isso te humilharia também.

Que tu te sintas honrado só por existires, e faças o bem, sem olhar a quem.

Ah, que tu olhes com admiração a luz do dia e a suavidade da noite.

Que tu aches o templo do eterno em teu próprio ser.

Que teus mestres sejam o bom senso, o discernimento e o amor.

Que tu trabalhes com dedicação, mas sem perder teu coração.

Ah, que, por onde tu fores… A luz te guie e te ampare na jornada.

Que teus ancestrais sejam honrados por tuas atitudes presentes.

Que teus filhos jamais te tomem como exemplo de indignidades.

Que eles te considerem como um amigo (a), por toda a vida…

Ah, que tu faças a pessoa amada feliz, e que ela te olhe com admiração.

Que tu sejas um presente para teus amigos – e eles para ti.

Que tudo que é trevoso se afaste de ti; porque teu coração é um sol de amor.

Que tu caminhes pelos solos do mundo calçado com as sandálias do discernimento.

Ah, que mesmo diante de provas acerbas, tu jamais renegues o teu espírito.

Que tu não sucumbas às pressões dos pensamentos e emoções negativas.

Que teu passado fique para trás… E que o presente seja sempre o teu momento…

Que tu não dependas dos outros para ser feliz; que tu sejas feliz só por existires.

Ah, que tu não prestes atenção aos defeitos alheios, mas, sim, à tua própria vida.

Que o acalanto secreto do ancião dos dias te faça rir muito, até de ti mesmo.

Que tu não carregues culpas, mas, sim, experiência, e vontade de fazer o melhor…

Que nada e nem ninguém, da terra ou do astral, possa roubar a luz do teu coração.

Ah, que alguma música te encante… E a canção da vida também.

Wagner Borges

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s