Não há fronteiras, ninguém está separado de ninguém mais

Não há fronteirasBuda diz que essa ideia do eu é um mal-entendido.

Você é, mas não é um eu.

Você é, mas não está separado do Universo.

A separação é a ideia básica de conceito do eu; se estou separado de você, então eu tenho um eu; se você está separado de mim, então você tem um eu.

Mas Buda diz que a existência é uma só.

Não há fronteiras, ninguém está separado de ninguém mais.

Vivemos num oceano de consciência, somos uma só consciência, iludidos pelas fronteiras do corpo, iludidos pelas fronteiras da mente.

E por causa do corpo e da mente e da identificação com o corpo e com a mente, achamos que estamos separados, achamos que somos “eus”.

É assim que criamos o ego.

É como… Você vê a Índia no mapa, mas na própria terra não existe a Índia; apenas nos mapas dos políticos. No mapa você vê o continente Americano, o Africano como coisas separadas, mas no fundo, sob o oceano, a terra é uma só. Todos os continentes estão unidos, eles são uma só terra.

Estamos separados apenas na superfície. Quanto mais fundo formos, mais a separação desaparece. Quando chegamos à essência do nosso ser, subitamente ele é universal, e não existe o eu nele, nenhuma alma separada.

Osho

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s