Se você não se valoriza, por que alguém irá fazê-lo?

brilho.png
Foto: Bruno Di Giuseppe

Existe uma característica intrínseca na consciência humana para confiar e ser confiável. Todo mundo gosta que confiem em si. Isso é respeito por parte da outra pessoa – e quando você confia num estranho é mais do que isso. Não existe razão para confiar nele, e ainda assim você confia. Você eleva o homem a um patamar tão alto, você valoriza tanto esse homem, que é quase impossível que ele caia de tamanha altura. E, se cair, ele nunca será capaz de se perdoar, ele terá de carregar o peso da culpa pelo resto da vida.

O homem que confia em si mesmo vem a conhecer a beleza disso – vem a conhecer que, quanto mais você confia em si, mais você cresce; quanto mais você está num estado relaxado, solto, mais você está equilibrado e sereno, mais você está calmo, está bem e tranquilo. E é muito bonito que você comece a confiar em cada vez mais pessoas, porque quanto mais você confia, mais a sua calma se aprofunda, a sua serenidade se torna cada vez mais profunda até o âmago do seu ser. E quanto mais você confia, mais você se eleva. Um homem que consegue confiar, cedo ou tarde conhece a lógica da confiança. E então, um dia, ele está pronto para tentar confiar no desconhecido.

Comece confiando em si mesmo – essa é a lição básica, a primeira lição. Comece a se amar. Se você não se ama, quem mais vai amar você? Mas lembre-se: se você amar apenas a si mesmo, o seu amor será muito infeliz.

Um grande místico judeu, Hillel, disse uma vez: “Se você não defender os seus interesses, quem vai fazê-lo em seu lugar?” E também: “Se você defender apenas os seus interesses, então que importância terá a vida?” – uma afirmação de enorme significado. Lembre-se  do seguinte: ame a si mesmo, porque, se não amar a si mesmo, ninguém mais vai ser capaz de amar você.

Não se pode amar uma pessoa que se odeia. E nesta terra de infortúnios, quase todo mundo se odeia, todo mundo se condena. Como você pode amar uma pessoa que condena a si mesma? Ela não vai acreditar em você. Ela não é capaz de se amar – como você pode fazê-lo? Ela vai desconfiar que se trata de um jogo, de uma trapaça, de uma armadilha. Ela vai desconfiar que você está tentando iludi-la em nome do amor. Ela será muito cautelosa, alerta, e a desconfiança dela irá envenenar você. Se você ama uma pessoa que se odeia, você está tentando desconstruir o conceito que ela faz de si mesma. E ninguém abandona de bom grado o conceito que faz de si mesmo; essa é a identidade da pessoa. Ela vai lutar com você; ela irá provar para você que está certa e você errado.

 Osho

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s