Liberdade da mente

Liberdade da menteO autoconhecimento não segue nenhuma fórmula, método, sistema. Você pode ir a um psicólogo ou psicanalista para descobrir sobre você mesmo, mas isso não é de forma alguma autoconhecimento.

O autoconhecimento acontece quando estamos conscientes de nós mesmos na relação comum do cotidiano, que mostra o que somos de momento a momento, se nada avaliamos. A relação então é um verdadeiro espelho onde nos vemos como realmente somos a cada instante, pois tal como o corpo físico muda a cada instante em suas células, tecidos, órgãos, movimentos, energias, etc., psicologicamente nós mudamos muito mais, somos, na verdade, totalmente novos a cada instante, tanto física como psicologicamente.

Em maioria, nós somos, psicologicamente, totalmente incapazes de olhar para nós mesmos como realmente somos, como se é na relação porque imediatamente começamos a fazermos avaliação, a condenar ou justificar o que vemos, ou seja, o que observamos é deturpado pela interferência da memória, pelos valores que temos e aceitamos, pelo nosso condicionamento cultural. Assim quando nós julgamos, avaliamos, comparamos, negamos ou aceitamos, nunca observamos de fato “o que é” – o que de fato somos, ou ocorre naquele momento em nossa mente – e para muitas pessoas isto parece ser a coisa mais difícil de fazer, no entanto, só isto é o inicio do autoconhecimento.

Se a pessoa é capaz – sem avaliação alguma – de olhar a si mesma “como ela é” neste extraordinário espelho da relação que não distorce, ou seja, se a pessoa puder apenas olhar neste espelho com completa atenção e ver realmente “o que é”, e ficar cônscio disto sem condenação, sem julgamento, sem avaliação – pois quando a pessoa faz isto existe o mais sério interesse – então ela descobrirá que a mente é capaz de se libertar de todo condicionamento cultural e só então a mente está livre para descobrir aquilo que está além do campo do pensamento.

Afinal, conquanto estudada ou conquanto pequena a mente possa ser, ela é, consciente ou inconscientemente, limitada, condicionada culturalmente e qualquer extensão deste condicionamento está ainda dentro do campo do pensamento, dentro do campo das coisas conhecidas do conteúdo mental. Então liberdade da mente é uma coisa inteiramente diferente, é, portanto, a percepção dessa sua própria limitação e a consciência de que ela nada pode fazer para ser livre. Esta percepção é liberdade da força psicológica do passado, é a consciência livre, límpida em ação.

Krishnamurti

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s